Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2009

Emenda pode retornar obrigatoriedade do diploma de Jornalismo; todos à luta!

Na próxima quarta-feira (01/07) o senador Antônio Carlos Valadares (PSB-SE) apresenta Proposta de Emenda à Constituição que torna obrigatório o diploma de Jornalista para o exercício profissional. Caso aprovada, a PEC de Valadares acrescenta à Constituição o Artigo 220-A. O texto é claro: “O exercício da profissão de jornalista é privativo do portador de diploma de curso superior de comunicação social, com habilitação em jornalismo, expedido por curso reconhecido pelo Ministério da Educação, nos termos da lei”. Mas não será fácil a aprovação desta PEC – já denominada de PEC dos jornalistas. Espera-se árdua luta travada no Congresso Nacional contra o lobby articulado pelas famílias que controlam mais de 80% dos meios de comunicação do Brasil, o baronato da mídia do qual o ministro Gilmar Mendes é serviçal. O argumento que o senador justifica a medida é o seguinte: “a principal atividade desenvolvida por um jornalista, no sentido estrito do termo, é a apuração criteriosa de fatos, que s…

Além de amigo de Daniel Dantas, Gilmar Mendes também é serviçal do baronato da mídia

Imagem
Nasceu pra ser capataz e ao mesmo tempo capacho; os Frias, Civitas, Mesquitas, Marinhos, Magalhães e cia agradecem a Gilmar Mendes por ter desregulamentado a profissão de jornalista.

Manifesto da FENAJ; reação já!

Oito contra oitenta mil
Oito contra 180 milhões

Em 19/6/2009

Perplexos e indignados os jornalistas brasileiros enfrentam neste momento uma das piores situações da história da profissão no Brasil. Contrariando todas as expectativas da categoria e a opinião de grande parte da sociedade, o Supremo Tribunal Federal (STF), por maioria, acatou, nesta quarta-feira (17/6), o voto do ministro Gilmar Mendes considerando inconstitucional o inciso V do art. 4º do Decreto-Lei 972 de 1969 que fixava a exigência do diploma de curso superior para o exercício da profissão de jornalista. Outros sete ministros acompanharam o voto do relator. Perde a categoria dos jornalistas e perdem também os 180 milhões de brasileiros, que não podem prescindir da informação de qualidade para o exercício de sua cidadania.
A decisão é um retrocesso institucional e acentua um vergonhoso atrelamento das recentes posições do STF aos interesses da elite brasileira e, neste caso em especial, ao baronato que controla os meios de …

STT e patrões da imprensa querem desconstruir o Jornalismo; não deixaremos!

Não percamos tempo discutindo a decisão de uma corte que se mostrou incompetente para julgar a obrigatoriedade do diploma de Jornalismo. Aqueles ministros, ao equivalerem nossa função à arte, poesia e literatura, e até mesmo à culinária – e aqui eu externo o mais profundo respeito aos cozinheiros - mostraram desconhecer o tema de forma escabrosa. Não sabem que a própria formação acadêmica adveio de uma deontologia específica, gerada pela prática que posteriormente passou a ser sustentada por ampla base teórica. Sim, já se tem razoável cabedal de conhecimento para uma teoria do jornalismo e inúmeros congressos científicos já a debateram em seus diversos aspectos. Existe vasta pesquisa científica no campo do Jornalismo. De resto, a ignorância daqueles senhores togados que ainda observam o jornalismo a partir de uma ótica romantizada, que talvez rememore o tempo em que alguns deles militaram na imprensa. Um tempo em que o fazer jornalístico estava mais próximo da literatização da prática…

Legião Urbana - Tédio (com um T bem grande pra você)

O visceral som punk de Renato Russo no tempo em que Brasília era um tédio. Um grito rasgado do maior poeta do rock Brasil.

Massacre no Peru; a grande imprensa se cala

Nenhum dos chamados grandes órgãos de imprensa do Brasil noticiou o massacre perpetrado pelas forças de repressão do Peru, a mando do presidente Alan García, contra populações indígenas. O ataque ocorreu nos dias 5 e 6 do corrente mês, em Bágua, na Amazônia peruana. As informações fornecidas por representantes do povo Awajun indicam que o número de mortos ultrapassa 60 pessoas, dentre elas, 30 indígenas. Segundo os manifestantes, essas mortes ocorreram em decorrência das manifestações contrárias a implementação do Tratado do Livre Comércio (TLC), firmado entre o governo do Peru e os Estados Unidos.

Blog da Petrobrás: a quem incomoda?

Imagem
A grande imprensa do país fez ruidoso alarido pelo fato da Petrobrás ter criado um blog para esgrimar com os donos dos meios de comunicação, porta-vozes da oposição. Na Bahia não foi diferente. Um escriba que ocupa considerável espaço na mídia local chegou a bradar: “Petrobrás ataca a imprensa”. A princípio risível, a assertiva do jornalista denota a cordilheira de desconhecimento que lhe sepulta. Não, nobre escriba, a estatal não está atacando a imprensa e sim fazendo jornalismo de uma maneira inovadora e vanguardeira. E isso, sei, está lhe causando incômodo, assim como aos seus pares. A saber: a cultura política noticiosa no Brasil doravante será marcada por antes e depois desta bem-dosada iniciativa da estatal. É o fim da pedra no lago. Os outroras centros de irradiação de opinião começaram a perder audiência para as novas ferramentas de comunicação que vieram ancoradas com a Internet, e a blogosfera é uma delas. Vislumbra-se o início da desconstrução da opinião publicada que se to…

Um par para Regina Duarte

Um jornalista que conheço e que se coloca contra a iniciativa da Petrobrás, apega-se ao conformismo conservador: “boa ou ruim é esta a imprensa que temos e é com ela que devemos atuar”, diz ele, defendendo o sistema midiocrático brasileiro. Sua posição nega o futuro e coloca o passado ocupando o lugar do presente. Seria recomendável que o rapaz fizesse uma dupla com a atriz Regina Duarte e, juntos, sentissem medo.

Para desespero de Serra, Miriam Leitão quebra a cara novamente

Imagem
Novamente a torcida e as expectativas de Miriam Leitão, Carlos Sardenberg, William Waak e outros integrantes da imprensa demo-tucana-golpista deram com os burros n´água. A revista britânica The Economist, uma das mais credenciadas do mundo em assuntos econômicos, prevê o crescimento de 3,5% a 4% do Produto Interno Bruto do Brasil em 2010. O renomado órgão de imprensa londrino considerou também que o recuo de apenas 0,8% do PIB brasileiro no primeiro trimestre do ano foi bem inferior ao que era prognosticado por alguns analistas. Esperava-se uma queda bem maior, em torno de até 2,5%. Os índices indicam, segundo a revista, que o Brasil está enfrentando bem a crise e que os efeitos mais deletérios dela na economia local não terão maior duração. É o prenúncio do início do fim do doce sonho da tropa de choque serrista. E 2010 fica cada vez mais distante. Tivesse vingado o projeto político do príncipe da Sociologia FHC e seu cão de guarda auxiliar, o PFL, hoje DEM, certamente estaríamos viv…

Petrobrás lança blog para enfrentar a mídia

A Petrobrás vai à luta contra o avanço criminoso da mídia que busca desmoralizar a empresa turbinando a CPI que o PSDB instalou no Senado. O blog www.petrobrasfatosedados.wordpress.com foi a resposta. Vejam aqui.

A Bahia e o ancien régime; o velho ainda não morreu e o novo está apenas nascendo

“O velho está morrendo e o novo apenas acaba de nascer”. A frase de Antonio Gramsci, citada em Memórias do Cárcere, dá a medida certa do atual quadro conjuntural da Bahia. A vitória da coligação encabeçada por Jaques Wagner (PT) rompeu, em termos, com a hegemonia política perpetrada durante 16 anos por um mesmo grupo, cujas raízes estão fincadas na gênese do Regime Militar. A Bahia foi um dos estados em que o autoritarismo e a violência política se prolongou em plena reconstrução do Estado de Direito. O comando do ex-governador e senador Antônio Carlos Magalhães é exemplo indubitável deste raciocínio. E o seu legado remete a um paradoxo histórico: em 2006 a Bahia sustentava o sexto Produto Interno Bruto do país e também o sexto pior Índice de Desenvolvimento Humano entre as unidades da Federação. Um paradoxo que pode ser explicado pelo cientista político Paulo Fábio como resultante de um processo de “modernização conservadora”. Tratava-se de um desenvolvimento excludente e carimbado p…

Senador Azeredo quer privatizar a Internet

Imagem
É imperativo para o avanço futuro da democracia a defesa da internet livre. Nos Estados Unidos e na Europa setores conservadores querem colocar a rede sob o controle das corporações privadas; no Brasil, projeto substitutivo defendido pelo Senador Eduardo Azeredo (PSDB-ES) está para ser votado na Câmara de Deputados. Seu objetivo é criminalizar práticas cotidianas na Internet, tornar suspeitas as redes P2P (ponto a ponto), impedir a existência de redes abertas e reforçar o DRM que impedirá o livre uso dos aparelhos digitais. O projeto de Azeredo quer transformar os provedores de acesso em uma espécie de polícia privada, além de colocar em risco a privacidade dos internautas e aumentar o já elevado custo de comunicação no Brasil. De acordo com o cientista político Sérgio Amadeu, um dos mais aguerridos militantes pelo software livre no país, “a Internet reduziu as barreiras de entrada para se comunicar, para se disseminar mensagens. E isto incomoda grandes grupos econômicos e de intermed…

O caso Sean é o nosso caso Mortara; Marco Aurélio de Melo desrespeita acordo de Haia

Ao derrubar a liminar que ordenava a volta imediata do garoto Sean Goldman aos Estados Unidos, cuja guarda está sendo disputada entre o pai biológico, o norte-americano David Goldman, e o padrasto brasileiro Paulo Lins e Silva, o ministro Marco Aurélio de Melo desrespeitou a Convenção de Haia. O Brasil é signatário deste acordo, e neste um dos itens determina que os pais biológicos tenham prevalência sobre padrastos e pais adotivos no que se refere ao destino de crianças vítimas de sequestro. Só pra lembrar: a mãe de Sean o trouxe para o Brasil, sem autorização do pai, com o argumento de que iria passar férias. Posteriormente, em cumplicidade com sua família, ela consumou o sequestro da criança. Aqui ela estabeleceu relacionamento com o advogado Paulo Lins e, no ano passado, morreu durante o parto no qual nasceu a filha do casal. David Goldman já tentava reaver a guarda do filho e, com a morte da mãe, ele quer que seja restituído seu direito legítimo, de pai, que está sendo usurpado p…

Eu estava lá

Imagem
E lá se foram 30 anos. No final da semana passado transcorreu o trigésimo aniversário do Congresso de Reconstrução da União Nacional dos Estudantes (UNE). Foi uma festa bonita e emocionante e, por que não dizer, tensa. Milhares de estudantes universitários de todos os locais do país resolveram romper o silêncio e se encontrar nos dias 29 e 30 de maio de 1979 no Centro de Convenções de Salvador, num prédio ainda em construção. Com o ato, puseram fim, de fato, a 13 anos de ilegalidade da UNE e engrossaram as fileiras dos que iniciaram a pressão para derrubar o Regime Militar, que se aboletara no poder desde 01 de abril de 1964. Eu estava lá. Tinha 16 anos e vivi aqueles momentos. Foi meu despertar para a militância política. Era estudante secundarista no Colégio Ypiranga e por meio da influência do meu pai Zé Carlos e do meu tio Paulo Cunha (in memoriam) já engatinhava algumas noções políticas.
Lembro que duas semanas antes do congresso fui contatado por dois colegas que falaram de uma …